sexo gratis sexo

InvestNE - "O seu portal de investimento e informações do nordeste".

Pesquisar

Pesquisar


Tamanho da Fonte

Quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Hotnews

< Playback Play >

Utilização da Capacidade Instalada (UCI) na indústria brasileira caiu para 80,7% em maio

Por Redação
Qui, 05 de Julho de 2012 11:39
Imprimir PDF E-mail

Queda de maio é a quarta consecutiva, indicando que o setor opera com níveis de estoque acima do desejado

 

 

 

INDUSTRIAA Utilização da Capacidade Instalada (UCI) na indústria brasileira caiu para 80,7 por cento em maio, contra 81,0 por cento por cento em abril, atingindo o pior patamar desde setembro de 2009, quando ficou em 80,6 por cento, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quinta-feira, conforme dados dessazonalizados. Em maio do ano passado, a UCI -considerada um indicador de potenciais pressões inflacionárias- estava em 82,5 por cento.

 

A queda de maio é a quarta consecutiva, indicando que o setor opera com níveis de estoque acima do desejado por conta, entre outros, pela atividade econômica fraca. A variável de faturamento real compilada pelos Indicadores Industriais da CNI caiu 0,4 por cento em maio sobre abril, para 124,9 pontos, o pior nível o desde fevereiro quando estava em 123,7 pontos. As horas trabalhadas na produção recuaram 1,4 por cento, para 106,6 pontos, informo ainda a CNI.

 

O indicador de emprego ficou na contramão da tendência teve uma leve alta de 0,1 por cento, para 112,5 pontos. Todos os dados são dessazonalizados. Por meio de nota, a CNI argumentou que a "atividade industrial brasileira encontra-se cada vez mais fraca".

 

O desempenho do setor industrial tem impedido a retomada mais vigorosa do crescimento econômico, afetado pela crise internacional. Em maio, a produção industrial registrou o terceiro mês consecutivo de retração, ao cair 0,9 por cento frente a abril, pior do que o esperado pelo mercado. Na comparação com maio de 2011, a produção diminuiu 4,3 por cento.

 

O governo tem lançado mão de uma série de medidas para tentar reativar a indústria. Reduziu impostos para consumo, ampliou programa de compras governamentais e até liberou compulsório de bancos -parcela dos recursos depositados nas instituições financeiras que fica presa no Banco Central.

 

Por isso, o governo tem insistido que os resultados do segundo semestre da economia e da indústria serão melhores. Na quarta-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que a indústria tem sido mais afetada pela a atual crise mundial. Segundo ele, apesar do dado de maio, a produção industrial em junho não "será ruim".

 

Da Reuters

 

 

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Seu estado: Seu website:
Assunto:
Comentário:

Notícias em Destaque


Rua Dr. José Lourenço, 870 - Salas 505 a 508 - Edifício Consorte
Aldeota - Fortaleza/CE
CEP: 60.115-280
Fone ( 85) 3088.5504 / Fax ( 85) 3133.7751
comercial@investne.com.br
luizcarlos@investne.com.br

Fim da Página