sexo gratis sexo

InvestNE - "O seu portal de investimento e informações do nordeste".

Pesquisar

Pesquisar


Tamanho da Fonte

Sábado, 22 de novembro de 2014

Hotnews

< Playback Play >

Copom corta taxa de juros em 0,5%

Por Redação
Qui, 31 de Maio de 2012 10:00
Imprimir PDF E-mail

Trata-se da sétima queda consecutiva da taxa básica de juros

 

 

Os membros do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central optaram na última quarta-feira (30/5) por continuar a trajetória de queda da taxa básica de juros (Selic), derrubando-a para 8,5% ao ano.

 

Sem viés, a decisão de política monetária que marca o início do voto aberto foi unânime pela redução da taxa Selic em 0,5 ponto percentual. Para argumentar a atualização da referência econômica, o BC considerou que, neste momento, permanecem limitados os riscos para a trajetória da inflação.

 

"O Comitê nota ainda que, até agora, dada a fragilidade da economia global, a contribuição do setor externo tem sido desinflacionária", afirma a autoridade monetária, em nota. Trata-se da sétima queda consecutiva da taxa básica de juros, levando a Selic ao mínimo histórico.

 

Além disso, o corte vem em linha com a sinalização presente na ata da reunião de abril, que apontava um ajuste mais parcimonioso. Os dois últimos cortes foram de 0,75 ponto.

 

Vale lembrar também que esta foi a primeira decisão do Copom depois da alteração das regras da caderneta de poupança, que abriu espaço para uma maior flexibilização da política monetária. Com a Selic neste patamar, a remuneração da poupança passa a ser 70% da taxa, mais a TR.

 

Segundo a equipe de economia da Votorantim Corretora, liderada por Roberto Padovani, a conjuntura econômica oferece oportunidades para testar os limites mais baixos da taxa Selic, tendo em vista o "ambiente externo, os dados de atividade e de inflação".

 

Na visão de Flávio Combat, economista-chefe da Concórdia Corretora, é esperado mais uma redução de 0,5 p.p. na reunião de julho, o que levaria a taxa básica a 8% ao ano.

 

"A partir daí, o BC deve optar por uma interrupção do ciclo de ajuste, de modo a avaliar os impactos do novo mínimo histórico sobre a atividade e sobre a inflação", afirma Combat, em relatório.

 

A Votorantim Corretora acredita que um novo ciclo de aperto monetário será requerido a partir de meados de 2013, fazendo com que a taxa de juros retorne ao patamar de 9%.

 

Na última projeção do boletim Focus, compilado pelo BC, as instituições preveem a Selic em 9,5% ao final de 2013. Agora, a atenção volta-se para a ata de política monetária, que será publicada na próxima sexta-feira (8/6), devido ao feriado na quinta-feira. O Copom se reúne novamente nos dias 10 e 11 de julho.

 

Do Brasil Econômico

 

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Seu estado: Seu website:
Assunto:
Comentário:

Notícias em Destaque


Rua Dr. José Lourenço, 870 - Salas 505 a 508 - Edifício Consorte
Aldeota - Fortaleza/CE
CEP: 60.115-280
Fone ( 85) 3088.5504 / Fax ( 85) 3133.7751
comercial@investne.com.br
luizcarlos@investne.com.br

Fim da Página