sexo gratis sexo

InvestNE - "O seu portal de investimento e informações do nordeste".

Pesquisar

Pesquisar


Tamanho da Fonte

Sábado, 12 de julho de 2014

Hotnews

< Playback Play >

Projeto difunde empreendedorismo no Ensino Médio

Domingo, 24 de Agosto de 2008 21:00
Imprimir PDF E-mail

Mostrar ao estudante como o empreendedorismo pode trazer novas perspectivas e ajudar a identificar oportunidades no mercado profissional para, quem sabe, futuramente, ele abrir um negócio. Com base nessas premissas, há cinco anos o Sebrae no Rio Grande do Norte iniciou uma experiência que tem ajudado a transformar a vida de milhares de jovens alunos do Ensino Médio de escolas públicas. O modelo deu tão certo que está sendo implementado no Acre e em Roraima.

 

O Projeto Despertar é uma parceria do Sebrae/RN com a Secretaria de Educação e Cultura do Governo do estado do Rio Grande do Norte. A iniciativa nasceu em 2003. Hoje, 134 escolas fazem parte do projeto, que já beneficiou cerca de 15 mil alunos com conhecimentos sobre empreendedorismo.

 

"O objetivo do programa é chamar a atenção do aluno para o empreendedorismo no cenário socioeconômico mundial e prepará-lo para oportunidades e desafios do mercado de trabalho", explica Antonio Carlos Liberato, gestor do Projeto Despertar no Rio Grande do Norte.

 

O Despertar surgiu a partir de um levantamento realizado em todo o Sistema Sebrae sobre experiências de sucesso em educação empreendedora. O Sebrae/RN optou por adotar a metodologia desenvolvida no Sebrae/CE, considerada referência na Região Nordeste para disseminação de empreendedorismo no ensino público.

 

O projeto tem carga de 96 horas. Cabe à escola que aplicar a metodologia definir como será distribuída a carga horária em seu calendário. Desse total, há 30 horas em sala de aula, 36 de trabalho em campo e mais 30 para preparação de um projeto final a ser apresentado na Feira do Jovem Empreendedor, evento aberto à comunidade. O conteúdo é extracurricular e não-obrigatório. Participa quem quiser. Os alunos se candidatam para as turmas e são selecionados por suas escolas.

 

Importância do Empreendedor

 

Para ministrar o conteúdo aos estudantes, os professores passam por uma capacitação de 60 horas, a cargo do Sebrae/RN. O Despertar já capacitou 320 professores. O Sebrae ainda fornece às escolas um kit básico de dinâmicas para as turmas participantes do projeto.

 

Na sala de aula, os professores abordam temas como “O cenário socioeconômico atual e mundial”, “A importância da escolaridade no mercado de trabalho”, “Mudanças provocadas pela tecnologia da informação”, “Megatendências mundiais”, “Planejamento”, “A atividade empreendedora como opção de carreira”, “Fatores que interferem na escolha da profissão”, “A importância do Empreendedor na formação da riqueza do País”, “Comportamento Empreendedor” e “Elaboração do Plano de Negócios”. Os temas do curso trabalham não apenas a questão do empreendedorismo como buscam valorizar o papel da educação no desenvolvimento de cada um.

 

Para aplicação desses conteúdos, os professores realizam dinâmicas de grupo, jogos e promovem visitas a feiras e contatos com empresários locais. No final do curso, os alunos recebem orientação para criar miniempresas fictícias com o objetivo de comercializar seus produtos na Feira do Jovem Empreendedor, realizada nas próprias escolas.

 

Ao longo desses cinco anos de experiência com o Projeto Despertar, Antonio Carlos Liberato identifica na iniciativa uma série de benefícios para os jovens participantes. "Muitos ex-alunos resolveram empreender na criação de seus próprios negócios. O projeto vai além, melhora a auto-estima dos alunos, os incentiva a estudar mais para o vestibular e a enxergar ao seu redor elementos que para eles não existiam", conta o gestor.

 

Liberato assinala que muitos jovens, principalmente do meio rural, que viviam em situação de pobreza e de evasão escolar, se sentiram estimulados a modificar sua própria realidade a partir do contato com o empreendedorismo.

 

Antonio dá outra boa notícia. Ele conta que empresários do estado que já conhecem o projeto vêm contratando ex-alunos para trabalhar em seus negócios. “Um dos objetivos do Despertar é justamente promover o encontro entre os estudantes e os empresários”, reforça.

 

Liberato explica que no Projeto Despertar não apenas se estimula o aluno a sonhar com a possibilidade de criar o próprio negócio como se trabalha com ele para que concretize a idéia e busque capacitação no próprio Sebrae ou junto a parceiros como o Senac e o Senai.

 

Regina Lúcia Alves, vice-diretora do Colégio Estadual Ateneu, em Natal, elogia o projeto pelo resgate que ele promove na auto-estima dos alunos. O Ateneu participa do Despertar desde sua implementação, em 2003.

 

No momento três turmas do estabelecimento participam do curso. "Muitos desses jovens não acreditam ou desconhecem algumas de suas potencialidades. O projeto desperta aptidões até mesmo para a vida pessoal e faz com que eles fiquem mais ousados, que reivindiquem mais. Começam a acreditar que irão achegar a algum lugar", afirma Regina.

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Seu estado: Seu website:
Assunto:
Comentário:

Notícias em Destaque


Rua Dr. José Lourenço, 870 - Salas 505 a 508 - Edifício Consorte
Aldeota - Fortaleza/CE
CEP: 60.115-280
Fone ( 85) 3088.5504 / Fax ( 85) 3133.7751
comercial@investne.com.br
luizcarlos@investne.com.br

Fim da Página